Contrabaixo elétrico

Pin It

O baixo ou baixo elétrico, que pode ser encontrado na maioria das bandas de rock, pop, jazz; possui corpo sólido e captadores para amplificar o seu som. O baixo elétrico é um instrumento relativamente novo em comparação ao baixo acústico. Lançado no fim de 1951, a criação de Leo Fender ajudou a resolver muitos problemas dos baixistas existentes até então. A revolucionária versão do instrumento musical no século XX foi inspirado na guitarra elétrica Telecaster. Fender batizou o primeiro baixo elétrico de Preconício e era um Precision bass.

Contra Baixo

É o instrumento que deu origem ao baixo elétrico e é comumente utilizado em peças orquestrais, na música erudita e no jazz. É tocado na vertical utilizando vara ou simplesmente o pizzicato, o corpo tem o mesmo formato do instrumentos da família dos violinos, porém pode chegar a ter 1,80m de altura, além de ter cordas específicas para ele e escala sem trastes. Alguns modelos são eletrificados apresentando captadores dentro da caixa acústica e outros modelos desses baixos verticais são totalmente elétricos. Eles são um pouco menores já que não tem a necessidade da caixa acústica avantajada.

Baixolão

É uma versão similar um violão mas com o corpo e braço um pouco maiores, pode ser tocado na mesma postura acústica do violão, onde o músico permanece com o baixo acústico descansando sobre suas pernas na posição horizontal com o músico sentado ou sustentado por uma correia se tocado em pé.

Sem trastes ou fretless

Fretless ("sem traste") é o nome na língua inglesa para o contrabaixo sem os trastes, estes "ferrinhos" que dividem o braço do instrumento em semitons. O modelo sem trastes é comum entre os contrabaixos clássicos (que fazem parte da seção dos instrumentos de cordas em uma orquestra) e também pode ser encontrado entre os baixos elétricos. Jaco Pastorius, foi um expoente do estilo fretless.

Add comment

Seja educado. Não poste palavras ofensivas.


Security code
Refresh